Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente
Início do conteúdo
Você está aqui: Página inicial > Comunicação > Notícias > COEPEDE realizou sua primeira plenária virtual de sua história baseado na inclusão e eficiência
RSS
Publicação:

COEPEDE realizou sua primeira plenária virtual de sua história baseado na inclusão e eficiência

Imagem mostra uma vídeo conferência virtual realizada por meio de um computador de mesa, constando a Diretoria do COEPEDE, Conselheiros do Governo do Estado do RS e Secretaria do COEPEDE.
Plenária Virtual - Foto: Conselheiro Rafael Carneiro

A modalidade surgiu como a alternativa para se enquadrar as medidas de prevenção ao novo coronavírus

O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Rio Grande do Sul (COEPEDE/RS), realizou sua primeira plenária virtual na última terça-feira (5). Em meio às medidas de prevenção ao COVID-19 (novo coronavírus) o conselho decidiu colocar em prática o planejamento de inovar na realização das reuniões. A iniciativa visa dar continuidade ao debate das políticas públicas para as pessoas com deficiência. Usando uma plataforma gratuita e uma estrutura organizacional os conselheiros se reuniram pela primeira vez virtualmente.

A utilização de videoconferências já era objeto de estudo da Secretaria do COEPEDE. O planejamento era incorporar esse novo formato entre as reuniões das comissões e capacitações. Em meio a pandemia da COVID-19 as reuniões presenciais ficaram impossibilitadas pelas medidas de prevenção. A possibilidade de realização da plenária virtual foi debatida entre os conselheiros que decidiram aderir a essa nova tendência virtual. A Secretaria do COEPEDE deu andamento as pesquisas para encontrar possibilidades gratuitas com acessibilidade aos conselheiros.  

No entanto, para que o formato funcionasse, era necessário que os conselheiros (as) passassem por uma capacitação para que todos pudessem participar de forma acessível e igualitária. O secretário-executivo Maiquel Alves Peres projetou e realizou essa atividade. Foram feitos testes, por meio de simulações, com o intuito de coletar diversos relatos dos conselheiros que resultou em uma base mais técnica e concreta.

Esse projeto, de pesquisa e teste, foi o responsável pela dinâmica que a plenária mostrou. De acordo com o conselheiro William Gabriel Flores “a Secretaria do COEPEDE, na figura do Maiquel, teve papel fundamental nesse processo administrativo de acompanhamento e auxílio aos conselheiros que possuíam dificuldades com a plataforma”. De acordo com ele “a grande maioria nunca tinha utilizado. Tivemos que aprender e se adequar diante do cenário que vivemos”. Finalizou ”penso que essa situação veio para nos ensinar”.

O trabalho de capacitação e organização da plenária virtual, do secretário-executivo Maiquel, foi bastante elogiado pela mesa diretora do COEPEDE. A presidente Jussara Muller de Assis, elogiou o profissional  agradecendo “o empenho do secretário-executivo Maiquel pela mobilização e coordenação da plenária.” A mesma estende os elogios “aos conselheiros que participaram e contribuíram para o bom andamento do trabalho”, finalizou.

A conselheira e Coordenadora das Políticas Públicas da Pessoa com Deficiência do Rio Grande do Sul, Marilú Mourão Pereira, considerou o resultado da primeira plenária virtual positivo, de acordo com ela “sabiamos o quanto uma modalidade a distância tem o objetivo de oferecer um processo dinâmico e eficiente por intermédio de recursos tecnológicos. Mas, não era uma sistemática do conselho. Aqui, posso dizer, que ela funcionou muito bem”. Uma iniciativa que será utilizada para outros projetos futuros que “a partir dessa integração virtual dos conselheiros que nos influenciou a dar continuidade a outras ações. Exemplo disso, é o curso, na modalidade a distância, para os conselhos municipais e isso é um grande avanço para o COEPEDE”. A mesma concluiu “nesse momento da pandemia, a partir dessa inovação, teremos novas possibilidades de trabalho”.

Independente, do cenário proporcionado pelo COVID-19, o formato de videoconferências já começava a ser implementado. A Comissão de Políticas Públicas (CPP), como uma forma de contornar a dificuldade para os integrantes se reunirem devido a longa distância de seus municípios, estava passando por um período de testes para a aplicação da ideia, que possuía uma sistemática diferente da utilizada na plenária. Nesse projeto, a Secretaria do COEPEDE realizou anteriormente uma capacitação com a conselheira Tânia, no intuito de proporcionar acessibilidade a todos da comissão. 

O COEPEDE contou com o apoio organizacional da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Rio Grande do Sul (SJCDH) e da Fundação de ArticulaçãoeDesenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (FADERS) que forneceu a intérprete em libras para a realização da plenária virtual. O conselho foi criado pela Lei nº 12.339, de 10 de outubro de 2005. Depois de passados 15 anos lutando pelos direitos da pessoa com deficiência, em um momento de pandemia, o conselho se reinventou para continuar na luta. 

ParaTodosVerem Imagem mostra uma vídeo conferência virtual realizada por meio de um computador de mesa, constando a Diretoria do COEPEDE, Conselheiros do Governo do Estado do RS e Secretaria do COEPEDE.

Endereço da página:
Copiar
COEPEDE - Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência